Rua do Choro pode voltar

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

A gestão João Doria (PSDB) quer tirar do papel as quatro primeiras Ruas Musicais até o fim do ano, com shows de bandas ao ar livre aos domingos e feriados. Na pauta do projeto estão o choro, o reggae, o samba-rock e o pagode.

Previsto no Plano de Metas, o programa Ruas Musicais resgata uma iniciativa da década de 1980, implementada pelo próprio Doria, então presidente da Paulistur, empresa municipal de fomento ao turismo.

Segundo o secretário municipal de esportes, lazer e recreação, Jorge Damião, um dor projetos será em Pinheiros, na zona oeste, que voltará a ter uma Rua do Choro, a exemplo dos anos 1980. E a João Moura deve ser a escolhida de novo. “É a nossa proposta”, diz o prefeito regional Paulo Mathias. “Mas ainda não está decidido, porque não houve reunião com a comunidade do entorno.”

As vias serão interditas e um palco ficará montado das 11 às 17 horas. No modelo idealizado pela Prefeitura, os eventos devem ser organizados por empresas privadas, que pagarão por equipamento de som, equipes de segurança e cachê de uma banda principal. A infraestrutura, como bloqueio do tráfego, ficam a cargo da Prefeitura.

Em troca, o município estuda oferecer espaço de propaganda e permitir a comercialização de alimentos e bebidas nas Ruas Musicais, autorizando, por exemplo, a exploração de food trucks.

Informações do jornal O Estado de São Paulo



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *