A vereadora de Pinheiros: uma entrevista com Janaína Lima

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Na semana seguinte ao fim do primeiro turno das eleições municipais, o JSP levantou dados das votações e traçou um perfil dos eleitores da 251ª Zona Eleitoral de Pinheiros, que engloba os bairros de Pinheiros, Vila Madalena e Alto de Pinheiros. Dos 55 vereadores eleitos, Janaína Lima (Novo) obteve 19.435 votos, sendo 9,48% dos eleitores dessa região.  O JSP foi conversar com a parlamentar para saber quais suas expectativas e planos para seu futuro mandato.

JSP – 10% dos seus votos vieram da 251ª Zona Eleitoral, ou seja, do bairro de Pinheiros. Por quê você acha que foi tão votada nesse bairro?
 

J.L. – Minha campanha foi feita, sobretudo, por meio das redes sociais. Não focamos em um bairro ou região específicos para conquistar votos. Acredito que ter sido bem votada no bairro de Pinheiros tem muito a ver com o fato de o bairro estar próximo da Avenida Paulista e,  como fui uma das líderes do Vem Pra Rua, acabei me tornando mais conhecida na região e conquistando bastante apoio entre os moradores. Além disso, muitos voluntários envolvidos na minha campanha eram moradores da região ou de proximidades, o que pode ter contribuído também. 

Recebi com muita gratidão todos os 1.842 votos que tive em Pinheiros. Ao longo da campanha, e de todas as manifestações que liderei, defendi que precisamos renovar a política trazendo conceitos e iniciativas novas para administração pública prezando por uma gestão eficiente e transparente. Pinheiros, um bairro que está sempre à frente da cidade, abraçou com entusiasmo a ideia. 

JSP – Diante do fato de que os moradores do bairro de Pinheiros apoiam a senhora, a responsabilidade com eles torna-se maior. Quais suas opiniões sobre assuntos polêmicos da Vila Madalena, como, por exemplo, o carnaval de rua e o trânsito que assolam a região? 

J.L. – Tenho como principio fundamental de meu mandato a luta pela liberdade. O carnaval de rua no bairro integra o calendário da cidade e tradições como o bloco “João Capota Na Alves” podem ser mantidos. No entanto, é preciso rever esse modelo, melhorar o planejamento, implantando horários adequados para início e término por exemplo. Adequar à realidade do bairro, respeitando sobretudo a liberdade dos moradores e comerciantes, bem como preservando as tradições.

 Com quais perspectivas a senhora vai entrar para o mandato? Irá observar por um tempo para entender como o sistema funciona ou já tem uma visão de que vai entrar para mudar as coisas na Câmara dos Vereadores?

J.L. – Me candidatei porque acredito que é possível fazer política de uma forma diferente. E farei isso desde o meu primeiro dia na Câmara. Minha primeira atitude será abrir mão de mordomias, além de reduzir o uso da verba de gabinete a que terei direito. São medidas que, além de trazer um impacto concreto para o orçamento, servem como exemplo de que é possível fazer mais com menos. 

JSP – Quais são suas propostas para a região da Vila Madalena?

J.L. – A cidade tem problemas crônicos, que dizem respeito a todo cidadão, independentemente de onde eles moram. É claro que quero estar sempre perto dos bairros. Vou instituir no meu mandato a figura dos “embaixadores dos bairros”. São pessoas que moram nas diferentes regiões da cidade e que vão me abastecer com informações do que precisa ser feito em cada uma delas. Será um mandato aberto e participativo, com espaço para toda a população.

JSP – E para a cidade de São Paulo?

J.L. – Quero exercer de fato o papel fiscalizador do vereador. Vou analisar com muita atenção as contas da Prefeitura para ver se nosso dinheiro vem sendo bem gasto. Além disso, tenho como prioridade os projetos ligados ao empreendedorismo, que pode mudar a vida das pessoas, e à educação na primeira infância.

Apostando em políticas públicas consistentes que valorizem o empreendedorismo e a educação temos tudo para transformar São Paulo em uma cidade ainda melhor para se viver!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *